Carnaval 2017

Alvorada traz a tradição nordestina para a avenida do Sambódromo

Com o enredo “Meu Padim… Abençoai esse povo guerreiro, filhos do chão rachado do Nordeste Brasileiro”, Alvorada inicia desfile – Fotos: André Moreira, Gerson Freitas Ione Moreno e Janailton Falcão

Com a bênção de padre Cícero e o baião de Gonzaguinha, a Unidos do alvorada entrou na avenida as 22h45 trazendo a cultura nordestina como  aposta para levar o seu segundo título de campeão do Carnaval.

Com dois carros alegóricos, três tripés e 18 alas, a Alvorada conta com a alegria de 2,8 mil brincantes o enredo “meu Padin abençoai o povo guerreiro, filho do chão rachado do nordeste brasileiro”.

A comissão de frente traz os  pagadores de promessa, a escola trás a primeira representando os cangaceiros, com uma bela coreografia representando a história tão conhecida de Maria Bonita e lampião, com o casal dançando  Como vem trazendo o enredo.

Primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Hans Muller e Karol Schimidt

Terceira escola do grupo especial a desfilar no Sambódromo, a agremiação entra com 15 alas, dois carros alegóricos e dois tripés, o enredo “Meu Padim… Abençoai esse povo guerreiro, filhos do chão rachado do Nordeste Brasileiro”.

“Vamos falar da riquíssima cultura, tradição e o folclore do Nordeste em três setores. O primeiro vem mostrando a fé, as crenças e as tradições. O segundo vai tratar especificamente da arte e o terceiro setor, das festividades e crenças de cada região do Nordeste. A Alvorada exaltará logo no seu abre-alas o maior patrimônio religioso do Ceará. Padre Cícero virá na frente da escola, já abençoando o nosso desfile e se Deus quiser nos consagrando campeão do carnaval”, disse o carnavalesco Edmundo Martins.

Baianas evoluindo na avenida

A escola trouxe no primeiro carro alegórico a igreja do  Senhor do Bonfim com brincantes  fazendo alusão ao catolicismo e ao candomblé, tão característicos da cultura nordestina.

O casal de mestre-sala e porta-bandeira Regina e Assis, que dançam pela primeira vez na escola, afirmam que ensaiaram durante meses a coreografia para fazer a segurança . “Nós vamos fazer bonito na avenida. Viemos para ganhar nota 10”, disseram.

Os torcedores da alvorada dançaram  e vibraram nas arquibancadas junto com as escolas. A plenos pulmões, Alvorada avisa em seu enredo “prepare o seu coração”, com a beleza da cultura do nordeste bem representada, fazendo os brincantes encarnarem os próprios nordestinos.

O presidente da Escola, Herolda Linhares, afirma que a Unidos da Alvorada vem para ganhar o título e fazer bonito na avenida. “Temos muitas novidades. O público vai ficar extasiado com as nossas coreografias”, garantiu.

Ala de cangaceiros da Unidos da Alvorada

Grávida, a musa de bateria Katiely  Juane veio com uma fantasia colorida mostrando todo o samba no pé e trazendo mais beleza para a bateria que veio fantasiada de filhos de Gandhi.

A agremiação foi a primeira a estourar os 70 minutos de desfile. Com isso, a Alvorada irá perder pontos na apuração.

Bateria da Alvorada veio vestida de filhos de Gandhi

A próxima escola a desfilar é a Reino Unido da Liberdade, prevista para iniciar a apresentação a meia-noite.

Ana Sena
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir