Política

Aliança entre Arthur Neto e Amazonino Mendes é selada nesta quarta

Os dois caciques da política amazonense chegaram a cogitar outras parcerias, mas acabaram juntos antes das convenções partidárias – Divulgação

O Partido Democrático Trabalhista do Amazonas (PDT) acaba de selar uma aliança entre Amazonino Mendes e o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), para eleição suplementar do governo do Amazonas, durante um encontro que ocorreu na noite desta quarta-feira (14). 

Amazonino tem 77 anos e vai concorrer a mais um eleição com o cargo majoritário. Ele completa 78 anos em novembro. Fotos estão circulando nas redes sociais, na qual mostra os dois políticos conversando e dando às mãos. Sinal claro da união entre os dois caciques da política amazonense.

Na página do Facebook, o deputado federal Hissa Abrahão, do PDT-AM, confirma a união entre Amazonino e Arthur. “Aliança selada entre o prefeito de Manaus Arthur Neto e Amazonino Mendes. PDT Amazonas segue avançando e crescendo. Bem-vindo, PSDB-AM”, disse ele na legenda da fotografia compartilhada.

O senador Omar Aziz (PSD), ao EM TEMPO, também confirmou a parceria entre os dois políticos, que já foram aliados na eleição municipal de 2012. Amazonino – que deixava o poder na ocasião – apoiou a campanha de Arthur Neto para a prefeitura, que conseguiu se eleger para o primeiro mandato. Depois, houve quebra de acordos entre eles e o ex-prefeito abandonou a aliança – que retorna cinco anos depois.

No dia 1º de junho desse ano, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, ao desembarcar em Manaus, afirmou “O Amazonino será o nosso candidato para governador”. As apostas foram confirmadas nesta noite e a aliança gerou instabilidade em outros políticos que contavam com o apoio de um dos dois.

A adesão do tucano à pré-candidatura de Mendes surpreendeu os bastidores políticos, uma vez que ambos sempre militaram em campos opostos. Nessa quinta-feira, as negociações avançam, numa segunda etapa, em torno do nome que deve compor como vice, na colisão partidária.

Bruna Chagas

EM TEMPO

 

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir