Dia a dia

Alfredo da Matta celebra aniversário com pesquisas

Referência no tratamento de hanseníase, entre outras doenças, a Fuam também realiza pesquisas em diversas áreas de atuação da unidade - foto: Marcio Melo

Referência no tratamento de hanseníase, entre outras doenças, a Fuam também realiza pesquisas em diversas áreas de atuação da unidade – foto: Marcio Melo

Em comemoração aos 61 anos da Fundação Alfredo da Matta (Fuam), celebrado no próximo dia 28, a instituição promoverá dois eventos científicos: a apresentação final de projetos dos bolsistas 2015 – 2016 do Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic/Fuam) e a 7ª Jornada Científica da Fuam – Atualização em Hanseníase. Os eventos serão realizados, respectivamente, nos dias 25 e 26 deste mês, no auditório Damião Litaiff, na sede da Fuam, no bairro Cachoeirinha, Zona Sul, a partir das 8h.

A programação científica reunirá, em dois dias, jovens estudantes pesquisadores do Paic e profissionais experientes, de destaque nacional. A diretora de Ensino e Pesquisa da Fuam, Mônica Santos, destacou que durante o evento serão abordados temas relevantes sobre diagnóstico e tratamento da hanseníase, com palestrantes locais e nacionais.

Dentre eles, o professor Marco Andrey Frade, presidente da Sociedade Brasileira de Hansenologia e do professor Heitor Gonçalves, diretor do Centro de Dermatologia Dona Libânia, de Fortaleza (CE).

Iniciação científica

Para as apresentações dos projetos do Paic, 14 bolsistas estarão expondo os resultados de 2 anos de pesquisa. Conforme a coordenadora do Programa, a médica Silmara Pennini, os temas são todos relacionados às áreas de atuação da Fuam, como a hanseníase, infecções sexualmente transmissíveis, psoríase e câncer de pele.

Dentre os trabalhos, sete deles são dedicados ao tema hanseníase, principal área de atuação da Fuam, que é o centro de referência para o Programa Nacional de Controle e Eliminação da Hanseníase, além de ser o centro colaborador da Organização Mundial de Saúde (OMS) para controle, treinamento e pesquisa em hanseníase para as Américas.

Temas como adaptação de calçados para pacientes com hanseníase, estudo epidemiológico referente a 10 anos da doença e perfil clínico da hanseníase em menores de 15 anos no Amazonas serão alguns dos temas apresentados.

Alguns especialistas de renome nacional também estarão no evento, como o professor Marco Andrey Frade, atual presidente da Sociedade Brasileira de Hansenologia, que na ocasião fará um panorama sobre a realidade da hanseníase em diferentes regiões do país.

Outro destaque nacional será o diretor do Centro de Dermatologia Dona Libânia, de Fortaleza (CE), professor Heitor de Sá Gonçalves. A instituição também é referência nacional para assistência, ensino e pesquisa em dermatologia, em especial, para hanseníase. Heitor Gonçalves falará sobre as novidades no diagnóstico complementar da hanseníase, além de discutir o tema: hanseníase neural versus diagnósticos referenciais.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir