Política

Aleam debate Plano Estadual de Educação com entidades estudantis, nesta terça

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) vai promover, às 11h desta terça-feira (26) uma audiência pública para discutir o Plano Estadual de Educação (PEE) com as entidades estudantis.

O debate foi proposto pelos deputados estaduais José Ricardo Wendling (PT) e Alessandra Campêlo (PCdoB), que consideraram que os estudantes estavam sendo excluídos da Comissão de Sistematização do Documento Base do PEE e das discussões para o aperfeiçoamento do Plano no chamado Dia D da Educação.

No último dia 18 de maio, o Estado decretou o ‘Dia D’ para as escolas da rede estadual debateram o Plano Estadual de Educação. José Ricardo ressalta, contudo, que em quase todas as escolas procuradas por ele naquele dia somente professores e funcionários estavam reunidos.

“Não houve aula e os alunos foram dispensados. Nem as comunidades do entorno das escolas foram convidadas a participar das discussões em torno do Plano Estadual, que consiste em diretrizes e metas a serem alcançadas até 2024, em conformidade com o Plano Nacional de Educação”, frisou.

De acordo com José Ricardo, os estudantes fazem parte da comunidade escolar e devem ser o principal público-alvo dessas discussões.

“São eles que estão nas salas de aula e têm o direito de ser ouvidos. Por isso, estaremos reunindo diversas entidades para contribuir na elaboração do PEE”, afirmou, comentando que ainda pretende promover um novo debate sobre o tema, mas dessa vez convocando toda a comunidade escolar, professores, funcionários das escolas, pais e alunos.

Foram convidadas a participar da Audiência Pública várias entidades estudantis como: União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), União dos Estudantes Secundaristas do Amazonas (Uesam), União Estadual dos Estudantes (UEE), União Municipal dos Estudantes Secundaristas (Umes), Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir