Política

Aleam adia votação de vetos do Executivo

Na última quarta-feira, a sessão plenária na Aleam foi encerrada para que fosse realizada uma homenagem ao cronista Arnaldo Santos - foto: divulgação/Aleam

Na última quarta-feira, a sessão plenária na Aleam foi encerrada para que fosse realizada uma homenagem ao cronista Arnaldo Santos – foto: divulgação/Aleam

Pela segunda semana consecutiva, a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) adiou a votação dos 12 vetos do governador José Melo (Pros) a projetos de lei aprovados pelos parlamentares da casa.

A votação, prevista para a sessão de ontem, foi suspensa e remarcada para a próxima semana. Ontem, o presidente da Aleam, deputado Josué Neto (PSD), responsável por elaborar a pauta de votação, esteve em reunião no Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM).

O vice-presidente da Aleam, deputado Berlamino Lins (PMDB), que possui autonomia para conduzir as sessões na ausência do presidente, preferiu adiar a votação. Na sessão de ontem, os parlamentares realizaram apenas o pequeno expediente, momento de informes e comunicados.

Em seguida, o deputado Sinésio Campos (PT) comandou audiência pública com instituições de saúde para debater ações  de combate e prevenção ao câncer infantil.

Na última quarta-feira (17), a sessão foi encerrada para que os deputados homenageassem o jornalista e cronista esportivo Arnaldo Santos.

Desde que os trabalhos reiniciaram no Legislativo estadual, no dia 1º de fevereiro deste ano, os parlamentares realizaram uma sessão para votação de projetos de lei, no dia 4 de fevereiro deste ano.

Na ocasião, os deputados estaduais aprovaram um projeto de lei que dispõe sobre o reajuste do valor de auxílio de aposentadoria para pessoas portadoras de hanseníase. Além da aprovação do projeto, os parlamentares promulgaram um projeto de lei já aprovado pelos deputados antes do recesso de fim de ano que trata dos benefícios e atualização da meia-entrada para estudantes e profissionais da Educação.

Durante a sessão, a deputada estadual Alessandra Campêlo (PCdoB) disse esperar ao menos coerência dos demais parlamentares. “O meu projeto não cria atribuições para o governo. Chega da Assembleia apenas referendar, se a lei é justa para o povo, cabe a nós validarmos”, disse a parlamentar.

Vetos nas comissões

Na última segunda-feira (15), durante a reabertura dos trabalhos no Legislativo municipal, o presidente da Aleam, Josué Neto, disse que os 12 vetos do governo do Estado aos projetos de lei aprovados pelo Legislativo estadual seriam votados ainda nesta semana.

“Estamos aguardando a chegada dos vetos governamentais das comissões especiais. De acordo com o nosso regimento interno, toda vez que um veto governamental chega à casa, deve ser formada uma comissão especial para analisar o veto, que, em seguida, é votado em plenário. A nossa previsão é que eles cheguem essa semana e assim que estiverem na Aleam devemos colocar em pauta para votação, provavelmente na quarta-feira ou quinta-feira (desta semana)”, disse Josué.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir