Dia a dia

Agricultor encontra caixa com recém-nascido em mata no quilômetro 2 da AM-354, Manaquiri

A criança foi levada para o Hospital Raimundo Rodrigues em Manaquiri, onde recebeu atendimento médico - foto: divulgação

A criança foi levada para o Hospital Raimundo Rodrigues em Manaquiri, onde recebeu atendimento médico – foto: divulgação

Uma criança recém-nascida, de sexo masculino, foi encontrada dentro de uma caixa, no fim da tarde dessa segunda-feira (15), no quilômetro 2 da AM-354, no município de Manaquiri (a 60 quilômetros de Manaus).

De acordo com o investigador da Polícia Civil, Gonzaga Junior Rezende, um agricultor foi pegar madeira dentro da mata, quando avistou uma caixa de papelão e observou que havia uma mão. Diante da situação, ele pensou que pudesse ser uma boneca, porém, ao se aproximar, escutou o choro da criança. Assustado com a situação, o homem não abriu a caixa e foi até a delegacia do município para avisar aos policiais sobre o fato.

“Ele chegou à delegacia e falou que tinha encontrado uma caixa onde achava que havia uma criança, pois escutou choro. Eu fui até ao local e quando abri a caixa constatei que era um bebê. Ele estava enrolado em um plástico e em um pano, cheio de formigas e com o cordão umbilical.  Batizamos ele com o nome de Moises Vitorino, o primeiro nome é em alusão a bíblia o segundo é devido ao livramento que ele teve”, disse Gonzaga.

A criança foi levada para o Hospital Raimundo Rodrigues em Manaquiri, onde recebeu atendimento médico e na manhã desta terça-feira (16) recebeu alta, sendo encaminhado para o Conselho Tutelar do município.

O investigador ainda informou que assim que encontrou a criança sentiu uma forte emoção, mas, ao mesmo tempo, ficou revoltado. “ Fiquei emocionado e ao mesmo tempo revoltado, pois não consigo imaginar como um ser humano tem coragem de jogar o próprio filho no mato, como se fosse um objeto. Ele foi deixado no local para morrer, pois estava enrolado em um plástico e a área onde foi deixado é de difícil acesso. Foi Deus quem mandou aquele agricultor entrar naquele lugar e avistar a caixa. Tenho certeza que ainda vou ouvir muitas histórias boas desse menino”, falou o investigado emocionado.

Conforme o investigador, os processos de investigação para identificar a mãe da criança já foram iniciados. Ele solicitou um relatório da Unidade Básica de Saúde (UBS) de Manaquiri, sobre os dados de todas as mulheres que estavam com oito e nove meses de gravidas.

“Já temos uma suspeita, uma mulher de 19 anos que estava gravida de nove meses. Ela não foi mais vista no município, mas as investigações continuam. Assim que encontramos a mãe do bebê, ela responderá por abandono de incapaz e até mesmo por tentativa de homicídio. A partir daí, o juiz decidirá se ela responderá o crime em liberdade ou presa”, concluiu o investigador.

Caso a mãe da criança seja encontrada, o bebê poderá ficar com algum ente da família, caso contrário, ele será trazido para algum abrigo de adoção da capital amazonense.

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir