Dia a dia

Agricultor é preso suspeito de estuprar filha do próprio primo

O suspeito foi levado à carceragem do 76ª Distrito Integrado de Polícia, onde vai permanecer à disposição da Justiça – divulgação

Um agricultor de 52 anos foi preso na manhã desta quinta-feira (16) em cumprimento a um mandado de prisão temporária. O homem é suspeito de estuprar a filha de um primo, uma menina de 9 anos. O crime aconteceu no município de Santa Isabel do Rio Negro (a 630 Km de Manaus).

O suspeito foi preso na casa onde morava, em uma comunidade ribeirinha localizada a duas horas de lancha da sede do município. A ação foi uma parceria entre policiais civis da 76ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) e policiais do 1º Grupamento da Polícia Militar do município.

De acordo com o delegado Aldiney Nogueira, a equipe de investigação tomou conhecimento do caso na última sexta-feira (10), após o representante do Conselho Tutelar de Santa Isabel do Rio Negro receber uma denúncia anônima informando que o agricultor abusava da criança desde que a vítima tinha sete anos.

“Após tomarmos conhecimento do caso colhemos depoimentos de familiares da vítima, que confirmaram os abusos. Alguns relataram que a menina chegou a comentar que era chamada para ir à mata buscar frutos ou a ilhas próximas à comunidade, com a desculpa de irem pescar, era quando o suspeito cometia os estupros”, contou o delegado.

O mandado de prisão temporária por estupro de vulnerável foi expedido na última terça-feira (14) pelo juiz Eliezer Fernandes Júnior, da Vara Única de Santa Isabel do Rio Negro.

O suspeito foi levado à carceragem do 76ª Distrito Integrado de Polícia, onde vai permanecer à disposição da Justiça.

O delegado orientou que casos como esses devem ser imediatamente comunicados à equipe da delegacia pelo número (97) 99177-2719 ou no Disque 100.

“Nossa equipe sempre busca elucidar os casos. Asseguramos sigilo total na identidade dos informantes”, finalizou o delegado.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir