Esportes

Afastada da Olimpíada, Isinbaieva é eleita para comissão dos atletas no COI

A russa Ielena Isinbaieva, do atletismo, foi uma das quatro eleitas pelos atletas olímpicos para representá-los no COI (Comitê Olímpico Internacional).

Bicampeã olímpica no salto com vara (2004 e 2008), ela não pôde competir nos Jogos Olímpicos do Rio devido a uma decisão da Iaaf (Associação das Federações Internacionais de Atletismo), que suspendeu toda a equipe de atletismo da Rússia após um escândalo de doping estatal ser revelado no país.

Autoridades russas trataram a eleição de Isinbaieva como uma vitória contra as recentes acusações e punições. “É uma lição para os líderes da Iaaf, que duvidaram que ela esteja limpa”, afirmou Alexander Zhukov, presidente do Comitê Olímpico da Rússia, à agência de notícias russa TASS. “É uma resposta de atletas de todas as partes do mundo que votaram em Lena [Isinbaieva]. Uma vitória para Lena e para a Rússia.”

O ministro dos Esportes da Rússia, Vitali Mutko, declarou à TASS que a eleição da atleta é um acontecimento importante para os esportes da Rússia e para ela. “Não importa o quanto políticos ocidentais e diferentes líderes prejudiquem o esporte russo, os oficiais não são as figuras centrais, mas sim os atletas”, disse. “E o fato de terem votado assim significa que eles respeitam os esportes da Rússia.”

“Agora ela será capaz de defender e proteger os interesses dos atletas, e do esporte, no nível do movimento olímpico internacional”, afirmou Mutko.

Também em entrevista à TASS, Isinbaieva disse que “certamente mereceu” ser eleita, mas que “demorou para acreditar”. Ela chegou ao Brasil nesta segunda (15) e deve anunciar sua aposentadoria nesta sexta (19).
Cabe à Comissão de Atletas do COI representar os atletas nas reuniões do comitê e defender seus interesses nas decisões tomadas pela Comissão Executiva.

Durante a Olimpíada, atletas circularam pedindo apoio para a comissão dentro da Vila Olímpica.

O único candidato brasileiro era o velejador Robert Scheidt, que competiu este ano na Rio-2016 na classe laser e acabou em quinto lugar.

Por Folhapres

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir