Dia a dia

Aeroporto de Parintins vai adotar medidas ágeis para normalizar funcionamento, assegura procurador

Medidas necessárias para normalizar o funcionamento do aeroporto Júlio Belém do município de Parintins (a 369 quilômetros de Manaus) vão ser adotadas pela prefeitura municipal. A ação tem como objetivo resolver o problema da restrição de voos na área.

Em uma semana, duas restrições foram impostas condicionando a operacionalização plena do aeroporto. A primeira voltada aos voos de aviões a jato, como o de modelo Embraer, utilizado pela empresa Azul. Como providência, foi aprovada a licitação para contratação de empresa que fará o serviço de macrotextura na pista.

A outra restrição foi relacionada a todos os voos comerciais, incluindo Azul e MAP, na qual a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) exigiu a realização de um plano de manejo aviário, especificamente para o urubu de ‘cabeça preta’. Segundo o procurador geral do município, Ed Maia, esse estudo deve iniciar o quanto antes para que haja a retomada o mais rápido possível das operações.

Ele ressalta que todas as medidas solicitadas pela Anac estão sendo providenciadas para que a população não seja prejudicada. “O prefeito Alexandre da Carbrás quer agilidade nas soluções para devolver a normalidade nas atividades do aeroporto Julio Belém”, ressaltou Ed Maia.

O procurador confirma a responsabilidade desta gestão com o funcionamento do aeroporto lembrando que, em abril de 2013, as operações do aeródromo local foram normalizadas depois de mais três anos de fechamento do local por conta do perigo aviário.

Voos emergenciais e de transporte de valores seguem normalmente.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir