Economia

Adiantamento do 13º salário vai injetar R$ 155 milhões no Amazonas

A primeira parcela do 13º deve vir livre de descontos e deduções para os servidores do estado | Divulgação

Um montante de R$ 155,4 milhões será aplicado na economia local até o fim deste mês de junho e deve aquecer as vendas do comércio. O valor vem do adiantamento da primeira parcela do 13º salário do funcionalismo público municipal, com R$ 60,4 milhões, e estadual, com R$ 95 milhões. A Associação do Comércio do Amazonas (ACA) aguarda elevação “tímida” na atividade comercial.

O governo do Estado anunciou que o valor de R$ 95 milhões corresponde a 30% do salário dos servidores estaduais. O pagamento da primeira parcela será feito em folha especial e seguirá o calendário de divisão dos grupos. Serão pagos no dia 28 de junho os grupos 1, 2 e 3, referentes ao aposentados, pensionistas, servidores das polícias e da educação. Já no dia 29, os demais servidores.

O Executivo estadual informou também que essa primeira parcela será livre de descontos de deduções relativas ao Imposto de Renda e Amazonprev, que só devem ocorrer no pagamento da última parcela do 13º, ou seja, dos 70% em dezembro.

Municipal

A Prefeitura de Manaus, por sua vez, já havia anunciado a primeira parcela do 13º salário dos servidores no início de junho, para ser paga no fim do mês, juntamente com pagamento habitual, obedecendo o cronograma por categoria, já conhecido dos servidores municipais.

O pagamento é correspondente a 50% do salário e vai beneficiar mais de 32,8 mil servidores. “Esse recurso vai direto na veia do comércio, aumentando a circulação de dinheiro, gerando empregos, enfim, aquecendo a nossa economia”, disse o prefeito Arthur Neto.

Leia mais no Jornal EM TEMPO, já nas bancas.

Joandres Xavier
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir