Esportes

Aderbal Lana fala sobre estreia do Nacional na Copa Verde

Técnico Aderbal Lana ajustando a equipe do Nacional que vai encarar o Galvez-AC, pela primeira fase da Copa Verde 2017 – Arthur Castro

O Nacional volta aos gramados para dar início na temporada de 2017. Na tarde deste domingo (29), o Leão da Vila Municipal encara o Galvez-AC pelo jogo de ida da fase preliminar da Copa Verde. O duelo será no estádio Florestão, em Rio Branco (AC). O confronto colocará frente à frente o azulino de Aderbal Lana e companhia contra o Imperador do técnico Pablo Simões. Em jogos-treinos, os acrianos vêm de empate em 0 a 0 contra o Andirá e os amazonenses superaram o Holanda por 2 a 1.

Em busca da formação ideal, o técnico Aderbal Lana promoveu diversos treinos táticos durante a semana. No último trabalho realizado no CT Barbosa Filho, o comandante fixou o volante Alan Bahia à frente da zaga e variou o ataque, com as trocas entre os centroavantes Branco e Alexsandro, nos lugares de Juninho Bolt e Romarinho.

“São dificuldades imensas para esta partida. É um grupo montado agora com jogadores que eu e o Lana não conhecemos. Sabemos que o Galvez é um time bem planejado e entrosado desde a última temporada, mas vamos buscar a vitória no território do adversário”, disse o experiente Alan Bahia, ex-jogador de Goiás e Atlético-PR.

O goleiro Pablo é outro que surge como grande opção para titularidade, já, que briga por espaços contra os mais novos Alexandre e Rafael. A defesa composta por Wagner e Cristiano foi trocada ao longo dos trabalhos por Vitor e Jeferson. Os laterais Jeferson Telles e Thiago Bastos prosseguiram no time principal até o final das atividades.

Aderbal Lana garantiu que mesmo com as dificuldades de apenas duas semanas de preparação para a estreia, a união e filosofia coletiva da atual equipe farão a diferença no jogo.

“É um pessoal que não conhecíamos, mas são garotos que estão procurando seu espaço no futebol profissional. São pessoas educadas e oriundas de um bom berço, pois isso contribui bastante para o treinador ficar cobrando, o atleta precisa ser cobrado. Tudo isso é embutido dentro de um trabalho psicológico”, explicou Aderbal Lana.

O adversário

O meia João Paulo chegou recentemente para reforçar o Galvez. Ele surge como esperanças do time na armação de jogadas, já, que o camisa 10, Neném sentiu o joelho direito no decorrer da semana e se tornou dúvida. No time, atua o goleiro Máximo, que já vestiu as camisas de Rio Negro e Princesa do Solimões, no Amazonas. Ele fez parte do último elenco barriga preta campeão estadual, em 2001, sendo suplente de Junior Benfica.

“Sabemos que é um time de muita qualidade e temos que respeitar. É sempre um prazer jogar contra o professor Aderbal”, disse o arqueiro de 36 anos. Ele exaltou a confiança da diretoria e classifica o Galvez como uma equipe que busca espaço no cenário regional, apesar de apenas seis anos de fundação.

João Paulo Oliveira
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir