Sem categoria

Adail Pinheiro e Xinaik Medeiros são flagrados com celulares dentro da cela em que dividem no CPE

A revista foi realizada na manhã desta quinta-feira no CPE - foto: divulgação

A revista foi realizada na manhã desta quinta-feira no CPE – foto: divulgação

Os ex-prefeitos de Coari, Adail Pinheiro [envolvido em exploração sexual infantil ],  e de Iranduba, Xinaik Medeiros [ suspeito de participar de um esquema de corrupção]  prestaram depoimento no 10° Distrito Integrado de Polícia (DIP), após três aparelhos celulares serem encontrados  durante revista na cela em que dividem no Comando de Policiamento Especializado (CPE),  na manhã desta quinta-feira (30).

De acordo com o titular do 10° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Paulo Benelli, o ex-prefeito de Santa Isabel do Rio Negro, Mariolino Siqueira [suspeito de desviar verbas da Educação], também divide a cela com Adail e Xinaik. Ele ainda não prestou depoimento “por uma questão de logística”, mas será intimado.

Ainda segundo Benelli, os ex-prefeitos negam a posse dos aparelhos. “Uma revista de surpresa foi realizada na cela em que estão Xinaik, Mariolino e Adail e lá eles encontraram três celulares, carregadores e R$100. Eles negam a posse e a propriedade do aparelho. Mas, o policial militar que fez a revista disse que  no momento da abordagem, o próprio Xinaik entregou um aparelho e o Adail outros dois”.

Adail e Xinaik foram ouvidos ao longo de hoje e uma investigação será iniciada para saber quem colocou o aparelho dentro da cela. “O processo será encaminhado para a Vara de Execuções Penais  (VEP) para sanção administrativa da lei.  Eles vão responder por uma falta grave, prevista na lei de execução penal, que é portar aparelho celular dentro da unidade prisional”,  disse Benelli destacando que a falta não amplia a pena, mas pode alterar o regime prisional que eles ocupam no momento.

Os aparelhos serão encaminhados à  perícia criminal para serem identificadas a propriedade dos aparelhos, bem como determinar quem cometeu o crime de favorecimento prisional, entregando os celulares na cela do CPE.

Por Luana Dávila

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir