Esportes

Acusados de espancar corintianos, palmeirenses estão foragidos há 1 mês

Acusados de espancar corintianos, palmeirenses estão foragidos há 1 mês - foto: reprodução

Acusados de espancar corintianos, palmeirenses estão foragidos há 1 mês – foto: reprodução

Três integrantes da torcida organizada Mancha Alviverde acusados de terem espancados corintianos numa estação de metrô em São Paulo estão foragidos da Justiça há um mês. A briga ocorreu em outubro de 2014.

O caso envolveu 12 integrantes da facção palmeirense. Outros três que já estão presos vão a julgamento na próxima segunda-feira (24), enquanto os demais seis torcedores foram identificados na última semana e um inquérito ainda será aberto para dar início a um processo.

O juiz Ulisses Pascolati, do Juizado do Torcedor, emitiu a ordem de prisão no dia 21 de julho, mas até agora os três não se apresentaram. Os foragidos são Leandro Maia, Eudes Dias e Cesar Augusto Pinheiro. Já Jackson Ronaldo, Sandro Santos, Rafael Sarti estão presos desde julho.

“O caso vai para julgamento na próxima segunda-feira. Ainda é difícil dizer o que pode acontecer. Depende muito do reconhecimento das vítimas. Se os corintianos não reconhecerem, o processo acabou e não tem como fazer nada. Vamos ver”, afirmou Pascolati à Folha de S.Paulo.

“Três estão foragidos. Todos são da organizada. A ordem de prisão foi dada há um mês e eles não apareceram desde então. Por isso, não serão julgados agora. Os outros seis ainda temos que esperar o inquérito ser aberto e ver o que acontecerá, para poder dar ordem de prisão também”, completou.

Os que vão a julgamento na próxima segunda respondem por tumulto, lesão corporal e roubo.

Os 12 palmeirenses foram vistos pelas imagens de segurança do metrô espancando três corintianos, que vestiam uniformes da torcida organizada Pavilhão Nove, dentro de um vagão do metrô.

Por Folhapress

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top