Esportes

Acusado no caso Fifa, dirigente da Guatemala é preso em cruzeiro

Fifa

De acordo com as acusações, o guatemalteco teria cobrado propina e feito tráfico de influência no organismo máximo do futebol. foto: divulgação.

O secretário-geral da Federação Guatemalteca de Futebol e juiz da Corte de Constitucionalidade do país, Héctor Trujillo, foi preso nesta sexta-feira (4) nos Estados Unidos, em meio às investigações de corrupção na Fifa.

Trujillo foi um dos 16 indiciados ontem pela Justiça norte-americana em uma nova etapa da investigação que, em maio, culminou com a prisão de sete cartolas, entre eles o ex-presidente da CBF Jose Maria Marin.

Uma porta-voz do FBI afirmou que Trujillo, 62, foi preso durante um cruzeiro em Porto Canaveral, na Flórida, quando autoridades alfandegárias e de fronteira dos Estados Unidos foram até a porta da sua cabine. A presença de Trujillo num tribunal federal de Orlando, Flórida, estava programada para ocorrer durante a tarde local, segundo um representante do tribunal.

De acordo com as acusações, o guatemalteco teria cobrado propina e feito tráfico de influência no organismo máximo do futebol.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir