Esportes

Acusado no caso Fifa, dirigente da Guatemala é preso em cruzeiro

Fifa

De acordo com as acusações, o guatemalteco teria cobrado propina e feito tráfico de influência no organismo máximo do futebol. foto: divulgação.

O secretário-geral da Federação Guatemalteca de Futebol e juiz da Corte de Constitucionalidade do país, Héctor Trujillo, foi preso nesta sexta-feira (4) nos Estados Unidos, em meio às investigações de corrupção na Fifa.

Trujillo foi um dos 16 indiciados ontem pela Justiça norte-americana em uma nova etapa da investigação que, em maio, culminou com a prisão de sete cartolas, entre eles o ex-presidente da CBF Jose Maria Marin.

Uma porta-voz do FBI afirmou que Trujillo, 62, foi preso durante um cruzeiro em Porto Canaveral, na Flórida, quando autoridades alfandegárias e de fronteira dos Estados Unidos foram até a porta da sua cabine. A presença de Trujillo num tribunal federal de Orlando, Flórida, estava programada para ocorrer durante a tarde local, segundo um representante do tribunal.

De acordo com as acusações, o guatemalteco teria cobrado propina e feito tráfico de influência no organismo máximo do futebol.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir