Dia a dia

Acusada de matar marido da avó se entrega à polícia nesta terça

Suspeita de matar o marido da avó com um tiro na barriga, a ex-presidiária Daiana Ketelen Rego Gama, 24, se entregou à polícia nesta terça-feira(14).  A mulher, que estava foragida da Justiça desde janeiro de 2014, disse em depoimento à polícia que matou o técnico Elson da Silva Lopes, 41, depois de descobrir que ele aliciava sua filha de 7 anos e suas primas adolescentes.

A suspeita se apresento pela manhã na Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), Zona Leste e, logo em seguida, foi encaminhada ao 11º Distrito Integrado de Polícia (DIP). O crime ocorreu por volta das 19h20 do dia 12 de janeiro de 2014, na casa da vítima, na rua Maria Calderaro, bairro Coroado 2, mesma zona. Na ocasião um tio da vítima e a avó presenciaram o fato.

Em depoimento ao titular do 11º DIP, Marcos Paulo, Daiana disse que decidiu matar o marido da avó depois de descobrir que Elson aliciava a filha e as primas.

“Desde quando voltei de Itapiranga, onde soube que o Elson havia pegado no seio de uma das minhas primas adolescente, fiquei revoltada. Mas a vingança só aflorou quando estava conversando com minha filha que ela já estava ficando mocinha e ela falou que o Elson a beijava, deitava em cima dela e a chamava para o banheiro. Daí me toquei de quantas vezes minha filha chegou a implorar para não ficar na casa da minha avó pedindo ‘Por favor Por favor’ e não sabia o motivo”, relatou.

A suspeita informou ainda que comprou a arma usada no assassinato – um revólver calibre 38 – duas semanas antes do crime. “Depois que planejei matá-lo, andei várias ruas por onde imaginei que encontrá-lo, até chegar em um beco no bairro Colônia Oliveira Machado e comprar a arma com seis munições”, explicou.

Na delegacia, foi cumprido o mandado de prisão preventiva pelo crime de homicídio qualificado e, em seguida, ela foi encaminhada à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro, onde vai aguardar a decisão da Justiça.

Por Thaís Gama

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir