Mundo

Acordo permitirá retomada de voos comerciais entre Cuba e Estados Unidos

O acordo foi assinado pelos secretários dos Transportes dos EUA, Anthony Foxx, e de Cuba, Adel Yzquierdo Rodriguez, em um hotel em Havana - foto: reprodução

O acordo foi assinado pelos secretários dos Transportes dos EUA, Anthony Foxx, e de Cuba, Adel Yzquierdo Rodriguez, em um hotel em Havana – foto: reprodução

Os governos de Cuba e dos Estados Unidos (EUA) firmaram nesta terça-feira (16) um acordo que permitirá a retomada de voos comerciais entre as duas nações, informou o Departamento de Transportes norte-americano. O acordo foi assinado pelos secretários dos Transportes dos EUA, Anthony Foxx, e de Cuba, Adel Yzquierdo Rodriguez, em um hotel em Havana.

“Hoje é um dia histórico para as relações entre Havana e Washington”, destacou Foxx. Segundo o secretário, o acordo desta terça-feira representa um “marco histórico” nas relações entre Cuba e Estados Unidos. O anúncio do acordo é um dos mais importantes desde que os dois países anunciaram a retomada de relações em dezembro de 2014, após mais de 50 anos de desavenças políticas.

Com o avanço diplomático, companhias aéreas devem retomar nos próximos meses a rota, interrompida há décadas. Empresas como American Airlines, Delta Airlines, United Airlines, JetBlue e Southwest já manifestaram interesse. Atualmente, norte-americanos e cubanos que precisam ir a Cuba viajam em aviões fretados, que são, além de caros, muito difíceis de agendar. Além disso, as viagens precisam ser coordenadas com agentes do governo dos EUA.

A retomada dos voos comerciais entre Cuba e Estados Unidos deve ajudar uma das maiores fontes de renda da ilha, o turismo. Calcula-se que 160 mil turistas norte-americanos visitaram Cuba apenas no ano passado. Além disso, milhares de cidadãos cubano-americanos poderão visitar seus familiares com mais facilidade.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir