Dia a dia

Ações tentam controlar aumento de animais de rua

Microchipagem é um dos processos utilizados para controlar crescimento de animais, além de evitar o abandono por parte dos proprietários – foto: Arquivo Em Tempo

Microchipagem é um dos processos utilizados para controlar crescimento de animais, além de evitar o abandono por parte dos proprietários – foto: Arquivo Em Tempo

Desde a exclusão da prática de acolhimento, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), no bairro Compensa, na Zona Oeste, vem implantando ações para combater o crescimento populacional de cães e gatos em Manaus, com o objetivo de manter a segurança da saúde pública. Somente na capital existem em média 310 mil cães e gatos, entre animais domiciliados e semidomiciliados.

Entre as atividades ainda realizadas pela unidade, a castração e a microchipagem são as mais procuradas nos últimos meses, de acordo com o órgão. Dados repassados pelo CCZ, mostram que de abril de 2015 até o início deste ano, foram realizados 8.142 procedimentos, o que representa um aumento de 105% na média de atendimento. Deste total, 3.831 procedimentos para castração e microchipagem de cães e gatos foram realizados pelas unidades moveis do CCZ.

A microchipagem permite que o CCZ tenha informações de registro e identificação do proprietário e do animal, por meio do implante de microchips.

Já a castração é o método de controle populacional recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Segundo o CCZ, os procedimentos realizados pelos veterinários são por meio da técnica minimamente invasiva ou do gancho. No caso de macho o processo é feito no orquiectomia e nas fêmeas no ovário-histerectomia.

Além disso, a instituição continua com tratamentos médico veterinário de zoonoses em animais de rua que por algum motivo podem oferecer risco à saúde. De acordo com o órgão, o animal é capturado, levado para a sede do CCZ e fica acolhido durante o período do tratamento, após isso, caso não apareça o dono, o cão ou gato é disponibilizado no sistema de adoção, uma vez que o centro não pode mais abrigar definitivamente nenhuma espécie.

Imunização

Outro serviço também oferecido pelo CCZ é a campanha anual de vacinação antirrábica animal que disponibiliza a vacina gratuitamente durante todo ano na sede do órgão. O serviço de vacinação de cães e gatos funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Também cabe a instituição, a realização das investigações de casos suspeitos de zoonoses como a raiva, leptospirose, leishmaniose visceral, entre outras doenças.

Quem tiver interesse em agendar uma dessas atividades para o animal deve procurar a sede do CCZ, localizado no bairro Compensa, ou as duas unidades moveis que ficam localizadas no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste, e no conjunto Francisca Mendes, no bairro Cidade Nova, Zona Norte.

É necessário apresentar no ato do agendamento, RG e CPF e comprovante de residência. Uma das regras para a realização da castração e microchipagem é que o animal tenha mais de quatro meses de idade e que esteja em boas condições de saúde física, comprovado por meio de avaliação veterinária.

Proposta tenta criar abrigo municipal

A implantação de um abrigo municipal para animais foi sugerida pelo vereador Everaldo Farias, por meio da indicação 028/2015, à Prefeitura Municipal de Manaus (PMM). Entretanto, a proposta deve esbarrar na falta de recursos para a sua implantação, de acordo com informações do Legislativo municipal. O corte na verba destinado às políticas públicas do município, devido à crise econômica, pode inviabilizar o sonho de anos de algumas Organizações Não Governamentais (ONGs) dedicadas à luta contra o abandono de animais domésticos nas ruas.

A indicação foi aprovada pela mesa diretora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), no ano passado, e enviada para a apreciação do prefeito Arthur Neto (PSDB). A referida indicação, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), será analisada pela prefeitura para a efetiva implantação, pois a obra precisa entrar no orçamento da máquina pública, para que o abrigo seja construído. Entretanto, diante da queda da arrecadação, a indicação 028/2015, pode ser vetada de forma imediata.

Por Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir