Eleições

Acessibilidade passa a ser obrigatória durante horário eleitoral na TV a partir de quinta-feira

A juíza da propaganda eleitoral, Lídia Frota, determinou que durante a propaganda eleitoral gratuita e nos pronunciamentos oficiais transmitidos pela TV sejam usados, a partir da próxima quinta-feira (2), legendas e janela com intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras), além da audiodescrição. A decisão foi proferida na quinta-feira (1ª).

Até o pleito passado, a lei eleitoral brasileira permitia que os partidos políticos pudessem escolher entre usar a janela para o tradutor de Libras ou as legendas e a maioria das inserções partidárias utilizava apenas as legendas.

Acatando pedido de providências da Procuradoria Regional Eleitoral, a magistrada proferiu sentença, determinando que todas as agremiações/coligações incluam, no prazo de 7 (sete) dias, essas três medidas de acessibilidade, sob pena de não veiculação dos programas no horário eleitoral gratuito.

Fundamentação

A decisão tomou por base o art. 36, § 4º da Resolução TSE n. 23.457/2015, bem como a Lei Brasileira de Inclusão (LBI – 13.146/15), que determina que é preciso providenciar a janela de Libras, as legendas e a audiodescrição para pessoas com deficiência visual. Portanto, conforme a nova legislação, não se trata de utilização optativa, e sim, concomitante, de todos os recursos.

O Brasil já reconheceu que é a pessoa com deficiência que deve escolher a forma de comunicação desde à ratificação da Convenção dos Direitos das Pessoas com Deficiência, que tem estatura constitucional e garante o direito integral à comunicação.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir