Cultura

Abner Viana leva ao Local Hostel o show ‘Dois em Dois’, sexta-feira

ABNER-VIANA_foto-ARIADNE-MONTEIRO

O músico juntamente com seu amigo e parceiro musical Célio Vulcão (pianista), apresentará, nesta sexta-feira, um repertório com arranjos do próprio duo ‘Dois em Dois’. O ingresso custa R$ 15 por pessoa – foto: divulgação

Há tempos encabeçando a militância na música instrumental na Cidade de Manaus e demais adjacências, o saxofonista Abner Viana, apresenta o duo ‘Dois em Dois’, nesta sexta-feira (24), às 20h, no Local Hostel, na rua Dona Libânea, no Centro da cidade.  

O músico juntamente com seu amigo e parceiro musical Célio Vulcão (pianista), apresentará, nesta sexta-feira, um repertório com arranjos do próprio duo ‘Dois em Dois’. O ingresso custa R$ 15 por pessoa.

De acordo com o jazzista, o show será fincado nas raízes da música brasileira instrumental que contará também com a participação da cantora paulista (radicada em Manaus há quase cinco anos) Carolina Bertolini.

“A ideia é, além de aproximar ao máximo a música instrumental do público amazonense, difundir a produção musical local e nacional, para que o público manauara em geral tenha o conhecimento de tal importância de obras já consagradas na cidade, mas, que por vezes, são desconhecidas da atual geração”, disse.

No repertório serão apresentadas composições como: Insensatez, Pra Dizer Adeus, Meditação, entre outros clássicos que o duo costuma interpretar ao longo de sua jornada.

Duo Dois em Dois: Abner Viana – Saxofone alto/Clarineta; Célio Vulcão – Piano. Participação Especial: Carolina Bertolini & DJ Boto + Comunidade Vinil Manaus.

Militância

Viana tem tornado real e intensa, a militância pela importância de novos espaços culturais para a música instrumental, bem como, uma nova postura profissional na música.

A dedicação não somente pelo estudo técnico-musical tem sido o lema dos músicos, além do empreendedorismo musical, a coesão em suas formações musicais e a conquista de espaços, que tem sido uma luta diária contra o preconceito enraizado ainda na cidade da dita música popular.

“Músicos com uma nova mentalidade musical apurada não somente tecnicamente, mas, com visão futura de uma perspectiva de crescimento relacionada a isso. Manaus hoje dispõe de um time de músicos altamente inconformados e preocupados com a música instrumental”, explica Viana.

Músicos como Marcelo Figueiredo (guitarrista/contrabaixista), Anderson Farias (pianista), Anderson Cerdeira (baterista), Rodrigo Andrade (guitarrista), Bernardo Mesquita (baterista/percussionista) e, entre outros, estão se propondo a uma discussão aberta em um futuro curso superior de música popular.

“Essa nova geração de profissionais dedicados tem gerado grande futuro para música instrumental, já existem em Manaus dois espaços fechados para música instrumental Caua (Centro de Artes da Ufam) e Local Hostel”, observa Abner Viana ao ressaltar que a ideia é ampliar para mais três espaços culturais para que haja circuito rotativo de música instrumental.

Por Asafe Augusto

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir