Esportes

A um mês da aposentadoria, Rogério Ceni pode não enfrentar Atlético-MG

A volta do goleiro Rogério Ceni para o jogo contra o Atlético-MG, na próxima quinta-feira, prevista pelo departamento médico quando constatada a lesão ligamentar no tornozelo direito do veterano, não está garantida.


O departamento médico definiu que Ceni manterá a rotina de tratamento até domingo (14) e só será avaliado na segunda-feira. É possível, então, que o corpo médico do São Paulo recomende que ele só volte a atuar na partida contra o Corinthians, no próximo dia 22.

Rogério Ceni sofreu uma ruptura do ligamento tíbio-fibular posterior no tornozelo direito na segunda partida da semifinal da Copa do Brasil, contra o Santos, na Vila Belmiro, no dia 28 de outubro. Desde então, tem se tratado todos os dias no CT da Barra Funda e realiza atividades aeróbicas e musculares de pouca intensidade para auxiliar no tratamento.

A lesão atrapalha Ceni exatamente na reta final da carreira. O goleiro tem apenas mais quatro jogos como profissional, e agora há dúvidas em relação à participação no jogo contra o Atlético-MG.

Se o São Paulo vencer, o Corinthians será campeão antecipado do Brasileiro, independente do resultado que obtiver contra o Vasco, no Rio de Janeiro. O rival são-paulino só não celebra a conquista do campeonato caso perca ou empate com os cariocas e conte com uma derrota são-paulina no Morumbi.

Nas últimas três rodadas o São Paulo enfrenta Corinthians, Figueirense e Goiás.

Substituto

Desde o intervalo da partida contra o Santos na qual se originou a lesão, Rogério Ceni é substituído por Denis. O reserva, de 28 anos, saiu na frente na concorrência com Renan Ribeiro pela sucessão do veterano.

Na derrota para o Cruzeiro por 2 a 1, na última rodada, Denis se aventurou ao cobrar uma falta, gesto que notabilizou mundialmente Rogério Ceni. Denis não obteve sucesso na tentativa, que não aconteceu por acaso – o reserva treina cobranças frenquentemente no CT após as atividades diárias e teve a primeira chance da carreira no último jogo sob o comando de Doriva.

Despedida

Além das três partidas oficiais que restam, Ceni já tem seu evento de despedida marcado para o dia 11 de dezembro, cinco dias após a última rodada do Brasileirão. A festa contará com um amistoso entre os jogadores do São Paulo de 2005, ano em que o clube foi campeão da Copa Libertadores e do Mundial, e dos jogadores campeões na era Telê Santana, que celebraram o bi da Libertadores e do Mundial em 1992 e 1993.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir