Dia a dia

A criminalidade no Amazonas caiu 18% nos primeiros meses do não, informa SSP

O secretário ressaltou durante a coletiva que há dez anos não acontecia uma redução dessas nos índices – foto: Márcio Melo

O secretário ressaltou durante a coletiva que há dez anos não acontecia uma redução dessas nos índices – foto: Márcio Melo

Pelo quarto mês consecutivo, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas registra redução nos índices de criminalidades no Estado. Em balanço divulgado na manhã desta quarta-feira (25), consta uma que de 18% no cômputo geral de crimes, comparativamente ao mesmo período do ano passado.

As novas operações que estão sendo deflagradas pela Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e Polícia Civil, nas últimas semanas, tem sido o responsável pela queda nos delitos, segundo afirmou o secretário de segurança, Sérgio Fontes, durante coletiva no Comando Geral da PMAM.

Fontes ressaltou que o fato não acontecia há pelo menos dez anos. “Todos os dias nós temos problemas de segurança pública. Isso é algo inevitável, já que moramos em uma cidade com 2 milhões de habitantes, mas quero dizer as operações integradas estão apresentando resultados positivos, prova disso, são os índices de criminalidade que estão muito abaixo, comparado com os anos anteriores. Isso me alegra muito”, disse.

Os dados recentes apontam que em 2015, foram registrados 1,3 mil homicídios, contra pouco mais de 500, em 2014. A meta do órgão é reduzir ainda 10% este ano, o que significa menos 130 mortes no Estado.

Em relação à apreensão de drogas, o secretário disse que no ano passado foram apreendidas 10 toneladas, batendo o recorde dos últimos dez anos. Neste ano, a quantidade de apreensão de entorpecente nos cinco primeiros meses já ultrapassou a marca registrada no mesmo período de 2015. Fontes destaca que o resultado se devem aos inúmeros trabalhos de investigações, rondas e a presença maciça da PMAM nas ruas.

“A nossa meta é igualar ou passar a marcar de apreensão de drogas feita em 2015. Conseguimos tirar de circulação a última grande liderança do crime organizado, que operava também com o sistema prisional. Toda nossa estrutura está mobilizada para combater o crime. Não podemos admitir que famílias sejam afetadas por traficantes. Vamos operar para que isso acabe. Estamos longe do nosso ideal, mas vamos trabalhar para alcança-lo”.

Escolas
Sobre as ondas de assaltos que vem ocorrendo em escolas da rede pública da capital, o secretário frisou que a SSP-AM não tem condições de disponibilizar um polícia para cada unidade, uma vez que, somente em Manaus, existem mais de mil escolas e isso comprometeria o efetivo da corporação. Fontes disse que há possibilidade de colocar em cada unidade escolar um guarda particular e criar um grupo no WhatsApp para que as denúncias sejam atendidas de forma mais ágil, já está sendo avaliada pelo órgão de segurança.

O secretário destacou que todos os números relacionados à segurança estão disponíveis no portal de transparência para que a população acompanhe o trabalho da polícia. Finalizando Fontes disse que, as operações integradas, batizadas como ‘Impacto 2’, vão continuar durante esse mês.

Por Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir