Dia a dia

7 chefes da FDN são transferidos para presídio federal onde está ‘Zé Roberto’, fundador da facção

Zé Roberto está preso em Campo Grande,destino de mais sete comparsas da facção – Márcio Melo

Sete presidiários ligados à facção criminosa Família do Norte (FDN) foram transferidos, ao longo da última semana, do presídio federal de Porto Velho (RO) para a unidade federal de Campo Grande (MS), de acordo com reportagem publicada no portal sul-mato-grossense Campo Grande News.

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) confirmou ao veículo que, além dos 7 transferidos, outras sete inclusões e 18 saídas de presos para seus estados de origem aconteceram na unidade. Os novos ocupantes do complexo penitenciário vão entrar em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).

Leia também:  Roberto é condenado a 48 anos de prisão, ‘Nanico’ e ‘Copinho” a 39, na Operação La Muralla

A unidade federal de Campo Grande é onde está preso José Roberto Fernandes Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”, líder e fundador do grupo criminoso, que também cumpre pena sob RDD. Entre os transferidos, pode estar Erick Leal Simões, o “CD”, preso em 2016 pela Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência do Amazonas (Seai).

A suspeita é que os transferidos sejam as lideranças identificadas em janeiro como interlocutores de Zé Roberto no massacre ocorrido no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), quando mais de 60 presos de uma facção rival foram assassinados cruelmente.

‘CD’ (à esq) era foragido da operação ‘La Muralla’ deflagrada pela PF em 2015 – Divulgação

Apesar da quantidade de presos transferidos, o judiciário e órgãos de segurança amazonense dizem que não foram informados. O secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, disse desconhecer a decisão, assim como o juiz da Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Luiz Carlos Valois. A mesma resposta foi dada pelo superintendente da Polícia Federal no Estado, delegado Marcelo Rezende.

A Secretaria de Administração Penitenciária, Superintendência da Polícia Federal em Rondônia, a Secretaria de Justiça de Rondônia e a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário do Mato Grosso do Sul (Agepen) não atenderam as ligações da reportagem. O Depen também foi consultado e confirmou o recebimento da solicitação.

Raphael Sampaio
EM TEMPO

Leia mais:

Zé Roberto envia recado aos membros da FDN e pede fim de assassinatos

Mr. Catra será ouvido por suposta relação com traficantes da FDN e prisão não é descartada

Após funk relacionado à FDN, PCC proíbe presença de Mr. Catra em São Paulo

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir