Dia a dia

Adolescente é aprendido pelo sumiço de menina de 12 anos, no São José

O suspeito, acompanhado da mãe, prestou depoimento à delegada Laura Câmara, da Depca e negou ter informações da jovem desaparecida - foto: Janailton Falcão

O suspeito, acompanhado da mãe, prestou depoimento à delegada Laura Câmara, da Depca e negou ter informações da jovem desaparecida – foto: Janailton Falcão

Flagrado por meio das câmeras de segurança de um supermercado, um adolescente de 17 anos foi apreendido suspeito pelo desaparecimento de uma menina de 12 anos. A garota está sendo procurada desde a última quarta-feira, quando foi levada pelo adolescente e mais dois suspeitos das proximidades de sua residência, na rua 13, bairro São José 2, Zona Leste.

Conforme a Polícia Militar, o jovem foi detido por policiais militares da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), em sua casa, mesmo bairro da vítima, durante tentativas de negociações de familiares da menina para encontrá-la.

A apreensão do adolescente ocorreu após familiares da garota obterem imagens das câmeras de segurança de um supermercado que mostram o suspeito abordando e caminhando com a jovem até um matagal, nas proximidades da comunidade Portelinha, onde encontram dois outros suspeitos.

De acordo com a mãe da vítima, uma criança testemunhou o adolescente caminhando com a garota. “Uma criança que conhecemos informou que viu quando ele (suspeito) passou com minha filha em direção ao matagal. Fomos até a casa dele à noite para pedir informações de onde ela estava, mas ele nega que encontrou com ela”, declarou a mãe da menina desaparecida.

O suspeito, acompanhado da mãe, prestou depoimento à delegada Laura Câmara, da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), no bairro Planalto, Zona Oeste, e negou ter informações da jovem desaparecida. O caso foi encaminhado à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), na Alvorada.
Buscas

Um grupo de dez pessoas, entre familiares e amigos, se reuniu para fazer buscas à adolescente em uma área de matagal, onde, supostamente, o suspeito teria levado a garota. Até o fechamento desta edição, a família não tinha notícias do paradeiro da vítima.

Por Thaís Gama

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir