Sem categoria

 Laudo preliminar de acidente com ciclista aponta que motorista não cometeu infração

Segundo testemunhas, que não quiseram se identificar, o ciclista teria se desequilibrado e acabou tombando na pista - foto: Arne Santos/ leitor EM TEMPO Online

Segundo testemunhas, que não quiseram se identificar, o ciclista teria se desequilibrado e acabou tombando na pista – foto: Arne Santos/ leitor EM TEMPO Online

O laudo preliminar do acidente que vitimou o idoso Antônio Simão de Lima Araújo, 61, na manhã desta quinta-feira (21), na avenida Djalma Batista, Zona Centro-Sul da cidade, apontou que o motorista da empresa de ônibus Líder, Robert de Oliveira Mota, 29, não cometeu nenhuma infração. A informação foi dada na manhã de hoje pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram).

Segundo a nota, o laudo indica que o coletivo estava em velocidade compatível para a via, ressaltando ainda que a pista não possui faixa exclusiva para ciclistas. Conforme o parecer, o condutor do ônibus não cometeu nenhuma infração, entretanto em imagens captadas pelas câmeras de uma loja próxima ao local do acidente, é possível constatar que o veículo passa bem próximo ao idoso, segundos antes dele cair no asfalto.

Veja o vídeo, cenas fortes.

De acordo com o artigo 201 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é considerada infração média ‘deixar de guardar a distância lateral de 1,5 metro ao ultrapassar bicicletas’. Além de testemunhas relatarem minutos após acontecimento, o motorista e os representantes legais do Sinetram e da Líder, afirmaram na delegacia que o idoso havia se desequilibrado.

Robert foi detido e levado ao 22º Distrito Integrado de Polícia para prestar esclarecimentos após o acidente, pagou fiança de R$ 5 mil e deverá responder em liberdade pelo crime de homicídio culposo.

Ainda na nota, o Sinetram ressalta que Antônio estava usando fones de ouvido no momento enquanto pedalava e que isso pode ter o impedido de notar a passagem do ônibus. O resultado do laudo oficial deverá sair em até 30 dias. O órgão acrescentou que o motorista foi afastado de suas funções e deverá passar por tratamento psicológico para saber se ‘poderá retomar as atividades, quando tudo estiver elucidado’.

O Sinetram informou ainda que a família do idoso receberá assistência e auxílio necessários.

Ciclistas

O ciclista Antônio Simão de Lima Araújo, 61, morreu na manhã de ontem (21), após ter tido a cabeça esmagada pelo ônibus da linha 440, da empresa Líder e que era conduzido pelo motorista Robert de Oliveira Mota, 29. O acidente aconteceu na avenida Djalma Batista, Zona Centro-Sul da capital amazonense.

À noite, um grupo de ciclistas se reuniu no local do fato para protestar por mais segurança, com a implantação de uma ciclovia na via, e pedir respeito aos condutores de veículos.

1 Comment

1 Comment

  1. Fabiana

    25 de maio de 2015 at 23:43

    Essa notícia me deu nojo, tamanho o tendenciosismo. O motorista não cometeu nenhuma infração? E a distância mínima? Ele estava atrás do ciclista, é cego? Teria que ultrapassá-lo! Não passar por cima! Quem não se desequilibra com um ônibus batendo nas costas! E qual o problema do fone, ele deveria ter ido pra calçada ao ouvir o ônibus, é isso???? Coitadinho do motorista vai ter que passar por tratamento….eu , particularmente espero que ele tenha pesadelos diários….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir